logo
Whatsapp Chat
Envie uma mensagem que lhe retornarei tão logo seja possível.
Menu Fechar
pt Portuguese

O bem comum na simplicidade da vida

Uma vida mais simples permite ver o bem comum. É fácil ficar preso no dia-a-dia e perder de vista o que é realmente importante.

Compartilhar:

bem comum

Ver o bem comum e os benefícios de viver uma vida mais simples

Há muitos benefícios em viver uma vida mais simples. Por um lado, pode ajudar a reduzir os níveis de estresse e simplificar sua rotina diária. Isso pode levar a uma melhor saúde mental e física. Além disso, pode ajudá-lo a economizar dinheiro e viver um estilo de vida mais ecológico. Finalmente, viver uma vida mais simples pode lhe dar mais tempo para se concentrar em relacionamentos, hobbies e crescimento pessoal.

Uma vida mais simples permite ver o bem comum.

É fácil ficar preso no dia-a-dia e perder de vista o que é realmente importante.

Quando simplificamos nossas vidas, somos capazes de nos concentrar no que mais importa.

Podemos nos conectar com nossos entes queridos, nossa comunidade e nosso mundo de uma maneira mais profunda.

Podemos encontrar alegria nas pequenas coisas e estar mais presentes em cada momento.

Quando vivemos de forma mais simples, nos abrimos para uma vida mais rica em significado e conexão.

Pensar no bem comum é sinônimo de simplicidade

Pensar no bem comum é uma das maneiras mais simples de simplicidade apesar de soar redundante.

Isso significa pensar nas coisas que são boas para todos, não apenas para si mesmo.

Quando as pessoas pensam no bem comum, elas estão dispostas a fazer o que for preciso para que todos se beneficiem.

Isso pode significar abrir mão de alguma coisa que elas queriam, mas sabem que não é o melhor para todos.

Pensar no bem comum também significa ajudar os outros  emocional, física ou economicamente.

As pessoas podem dar uma gorjeta, doar roupas ou tempo para um amigo em crise. Um gesto simples pode fazer uma enorme diferença para outra pessoa.

Uma vida simples também pode fazer toda a diferença porque nos humaniza.

Isso nos ajuda a nos conectar com os outros e a ver o mundo da perspectiva deles.

Permite-nos ser mais compassivos e ter uma maior compreensão da experiência humana.

Como dito acima, quando vivemos uma vida simples, somos capazes de nos concentrar no que é realmente importante e apreciar as pequenas coisas da vida. Também podemos encontrar contentamento no meio do caos e da incerteza.

Formas de bem comum que qualquer pessoa pode praticar

Desde pequenos, somos ensinados a partilhar. Quando brincamos com os nossos amigos, aprendemos a ter cuidado com as nossas coisas e a respeitar o espaço dos outros. À medida que crescemos, estas lições de partilha e respeito são-nos ensinadas de forma diferente, mas ainda são relevantes. Podemos praticar o bem comum de várias formas simples no nosso dia-a-dia.

Uma forma é respeitar as coisas dos outros.

Se estiver num espaço público onde há muitas coisas para brincar, por exemplo, deve-se pensar que outros estarão dispostos a brincar nessas coisas também!

Parece pouco mas civilidade começa nas coisas simples e que envolve outros.

Ajudar as pessoas obviamente é sinal de empatia, elemento essencial do bem comum.

Ao ver alguém com problemas, podemos ajudá-los.

Às vezes, é fácil sentirmo-nos inseguros e nervosos quando falamos com estranhos.

Mas essa impressão pode vir da própria vulnerabilidade a que está submetida a pessoa envolvida no problema.

Mas entre as formas de bem comum que qualquer pessoa pode praticar estão:

  • Ser solidário;
  • Doar sangue;
  • Doar alimentos;
  • Doar roupas;
  • Voluntariar-se para ajudar pessoas em situação de vulnerabilidade;
  • Colaborar com ONGs;
  • Ajudar no trabalho de limpeza de praças e ruas da cidade;
  • Participar de ações de companhias de melhoria ambiental, entre outros.

Seja um ativista do bem comum

Ser um ativista do bem comum não é bem uma característica, é uma atitude. Todo mundo pode ser um ativista do bem comum, basta decidir e fazer.

Ativistas do bem comum lutam pelos outros e pelo futuro. Pelos que não têm voz e pouca influência, e pelas coisas boas que queremos que as gerações futuras tenham. Um ativista do bem comum luta por uma causa justa, em vez de buscar apenas o seu próprio interesse.

Uma decisão pequena, como doar sangue ou ajudar uma pessoa sofrida na rua, já é um bom começo para se tornar um ativista do bem comum. Mas há muito mais que você pode fazer!

Considere participar de projetos de impacto — como um site de doação coletiva,  blog, ONG ou entidade filantrópica — e torne-se um ativista do bem comum.

Cover for Letrascri
304
Letrascri

Letrascri

Publicações e conteúdos digitais para diferentes suportes. Negócios digitais para o seu negócio

Comments Box SVG iconsUsed for the like, share, comment, and reaction icons
Carregar mais

Fique Conectado

Conteúdo sempre atualizado