O Castelo de Damião

O foco aqui está no “Longevidor”, o tipo 5 do Eneagrama. Damião Furtado representa esse tipo nessa história, que se passa no século XVIII, em meio ao reinado do Rei Gustavo, numa localidade chamada Burgos do Sol.
Damião é acusado de tocar fogo no castelo do Conde Josué Demóstenes Figueira, um nobre bastante recluso e algo estranho, que acaba morrendo em meio ao incêndio aparentemente criminoso.
Mas Damião encontra na mucama Mafalda não apenas uma aliada para a sua fuga da masmorra real, como também uma esposa que o acompanha por longo período até se separar dele indo morar com o filho mais velho em outra cidade.
Assim, o mundo mental de Damião é posto à prova, sobretudo quando fica sozinho com o filho menor, que desaparece por um período, colocando em xeque a própria vida emocional desse tipo do centro intelectual, o “Longevidor”, o tipo 5 da mandala do Eneagrama.
“O Castelo de Damião” faz parte da série de literatura digital “PSICOR, os tipos de caráter em ação”, inspirada nos eneatipos de personalidade, do autor brasileiro Felipe Moreno.

Scroll to Top