logo
Whatsapp Chat
Envie uma mensagem que lhe retornarei tão logo seja possível.
Menu Fechar
pt Portuguese

As histórias em quadrinhos têm um poderoso e duradouro apelo

Como qualquer outro tipo de arte, as histórias em quadrinhos (HQs) têm a capacidade de nos transportar para outros mundos, de nos fazer refletir sobre nossa própria vida e de nos divertir.

Compartilhar:

histórias em quadrinhos

Como qualquer outro tipo de arte, as histórias em quadrinhos (HQs) têm a capacidade de nos transportar para outros mundos, de nos fazer refletir sobre nossa própria vida e de nos divertir. Além disso, elas podem ser usadas como ferramenta educativa, já que a maioria dos quadrinhos abordam temas variados.

Muitos adultos costumam insistir que as HQs são apenas para crianças, mas isso é um grande erro. Mesmo os gibis mais para crianças utilizam de formas educativas mescladas ao entretenimento.
De modo mais geral, as histórias infantis são importantes para o desenvolvimento da criança. Elas ajudam a estimular a imaginação, a criatividade e o raciocínio. Além disso, as histórias ensinam valores e contribuem para o fortalecimento da identidade da criança.

Histórias em quadrinhos e suas especificidades

Histórias em quadrinhos é um termo genérico que abrange uma grande variedade de formas de publicação impressa. A palavra “quadrinhos” é derivada do francês “quadrin”, que significa “quadro”. Os quadrinhos podem ser divididos em duas categorias gerais:
  1. histórias em quadrinhos sequenciais, também conhecidos como banda desenhada ou BD, e;
  2. histórias em quadrinhos não sequenciais, também chamados de histórias em imagens ou HI.
Histórias em quadrinhos sequenciais
As histórias em quadrinhos sequenciais foram originariamente publicadas em periódicos e são bastante voltadas para o entretenimento.
Na realidade, a arte sequencial, mais comumente conhecida como quadrinhos, é uma forma única de contar histórias que muitas vezes combina palavras e imagens para criar uma narrativa visual e verbalmente estimulante. A história da arte sequencial é rica e variada, remontando aos antigos hieróglifos egípcios. Desde então, os quadrinhos evoluíram para abranger uma ampla gama de gêneros, de contos de super-heróis a histórias de vida.
Um dos aspectos mais notáveis ​​da arte sequencial é sua capacidade de transmitir uma história de uma maneira envolvente e acessível a uma ampla gama de públicos. Isso se deve em parte à combinação de elementos visuais e verbais, que permite aos leitores vivenciar a história de forma mais holística. Além disso, os quadrinhos podem ser lidos em velocidades diferentes —painéis e gráficos de leitura rápida ou texto em ritmo mais lento — e ainda assim serem divertidos.
Histórias em quadrinhos não sequenciais 
Este tipo também é chamado de histórias em imagens ou HI, que são uma forma de narrativa visual de estilo único. Os quadrinhos não sequenciais não seguem a ordem cronológica dos eventos, mas sim a ordem visual da página. Isso dá ao leitor a oportunidade de interagir com a história de maneira diferente, escolhendo com qual personagem quer interagir primeiro.
As histórias em quadrinhos não sequenciais foram criadas na década de 1920, quando o americano Winsor McCay criou um desenho animado de 10 minutos chamado Little Nemo in Slumberland.
Atualmente, os quadrinhos não sequenciais estão em todas as publicações da mesma maneira, o que os torna absolutamente global.

Histórias em quadrinhos famosas

Podemos citar alguns quadrinhos famosos num levantamento mais genérico em termos de HQ por aqui no Brasil:
  • Turma da Mônica
  • Batman
  • X-Men
  • Mulher Maravilha
  • Cavaleiro das Trevas
  • Watchmen
  • Nick Fury Agente de Shield
  • Cebolinha
  • Estranhos no Paraíso
O mercado brasileiro de quadrinhos estava indo bem, com vendas totalizando quase R$ 1,2 bilhão em 2017.
Vale dizer que esse mercado é em grande parte impulsionado pelas vendas de quadrinhos de super-heróis, sendo a Marvel e a DC Comics as duas principais editoras.

Criação de personagens nas histórias de quadrinhos

Os quadrinhos estão presentes desde o início do século XX, e é uma forma de arte que continua a ser produzida até os dias atuais. Os quadrinhos são compostos de diversas histórias, sendo que cada história possui seu próprio enredo e personagens dentro de diversos possíveis gêneros, como a aventura, a comédia, a ficção científica e o terror.
Não existe uma maneira definitiva de criar personagens para quadrinhos. Alguns criadores começam com um conceito ou ideia e depois constroem o personagem em torno disso, enquanto outros começam com a personalidade ou história de fundo do personagem e trabalham a partir daí. Alguns personagens são projetados para serem visualmente impressionantes, enquanto outros são mais sutis. Não existe uma maneira certa de fazer isso.
No entanto, a maneira de criar personagens autênticos e memoráveis ​​é desenvolvê-los com cuidado e ao longo do tempo. Assim como você faria com qualquer outra obra de arte. Você precisa saber o que está vendo e por quê, para criar algo novo e interessante.
Os quadrinhos antigos possuem algumas das mais famosas criações de personagens, como o Homem de Ferro, o Louco Pintado e o Homem da Lua. Esses personagens foram endossados em seus respectivos títulos, que serviram também para o marketing.

Perspectivas das histórias em quadrinhos em 2022

As histórias em quadrinhos se tornaram um dos meios mais populares de contar histórias. Ainda assim, nem todos os quadrinhos são iguais. Alguns se concentram na arte e na narrativa, enquanto outros usam humor ou violência para chamar a atenção do leitor.
Embora essas diferenças possam ser importantes, é difícil prever o que acontecerá com as histórias em quadrinhos em 2022. Alguns especialistas afirmam que as histórias em quadrinhos progressivamente vão convergir para se tornarem uma categoria só. Outros tantos ainda questionam esse processo e defendem um mercado quantitativo e qualitativo diferente.
É importante ressaltar que os quadrinhos sempre foram um meio de comunicação popular e de entretenimento. Eles contam histórias em imagens, e este formato tem se tornado cada vez mais popular nos últimos anos. As histórias em quadrinhos têm diversas perspectivas, e elas são sempre dinâmicas.

Mercado de trabalho para jovens quadrinistas no Brasil atual

É sabido que o mercado para jovens quadrinistas no Brasil depende de uma série de fatores, incluindo o nível de experiência e habilidade do artista, o tipo de quadrinho que está sendo criado e a região do Brasil em que vivem.
No entanto, em geral, o mercado de artistas de quadrinhos no Brasil é relativamente pequeno e pode ser difícil encontrar trabalho na indústria. Muitos artistas dependem do trabalho freelance para ganhar a vida, e a competição por empregos é feroz.
A verdade é que por muito tempo, o ponto de vista profissional de quadrinhos no Brasil manteve-se em níveis ridículos. Ainda assim, essa forma de expressão artística teve um longo período de ascendência por aqui, praticamente desde o início da publicação dos quadrinhos no país até a década de 1960.
Mas existem algumas maneiras de encontrar trabalho como quadrinista no Brasil. Uma opção é procurar trabalho com editoras de quadrinhos. Existem várias editoras menores que estão sempre procurando novos talentos. Outra opção é criar seus próprios quadrinhos e tentar encontrar uma editora ou distribuidora. Existem também vários sites que permitem postar seus quadrinhos online e vendê-los diretamente aos consumidores. Se você tiver talento e garra, é possível fazer carreira como quadrinista no Brasil.
Mas se você estiver interessado em levar sua carreira como artista de quadrinhos para o próximo nível, há algumas coisas que você pode fazer para se tornar mais comercializável. Primeiro, crie um personagem legal. Esta é apenas uma parte do design total, mas é crucial.
Ao criar um personagem legal, lembre-se de que ele precisa ser tridimensional. Seu personagem deve ter tamanho, incluindo altura, largura e comprimento. Tente dar a eles características físicas que os diferenciem, como mãos, rostos ou corpos únicos. E é bom que ele seja original e/ou bem-humorado.

Conclusão

As histórias em quadrinhos se popularizaram e se tornaram um dos principais recursos utilizados para contar histórias, seja na literatura, no cinema ou na televisão. Em consequência, há um campo vasto para novos talentos, personagens e histórias novos.
Essas histórias em quadrinhos são geralmente publicadas em formato de revista ou livro, com ilustrações e texto. Os quadrinhos portanto têm apelo garantido de um público fiel, já que estão aí há muito tempo ajudando a contar a história de ilustres e marcantes personagens de nosso imaginário.
Cover for Letrascri
304
Letrascri

Letrascri

Publicações e conteúdos digitais para diferentes suportes. Negócios digitais para o seu negócio

Comments Box SVG iconsUsed for the like, share, comment, and reaction icons
Carregar mais

Fique Conectado

Conteúdo sempre atualizado