logo
Whatsapp Chat
Envie uma mensagem que lhe retornarei tão logo seja possível.
Menu Fechar
pt Portuguese

O que é um epílogo e por que precisamos de um?

Um epílogo é uma seção de conclusão de um trabalho, normalmente usado para amarrar pontas soltas ou fornecer um fechamento adicional.

Compartilhar:

epílogo
This entry is part [part not set] of 8 in the series Escrita Dramática

Epílogo: o que é

Um epílogo é uma seção de conclusão de um trabalho, normalmente usado para amarrar pontas soltas ou fornecer um fechamento adicional.

Embora epílogos nem sempre sejam necessários, pode ser uma maneira útil de fornecer aos leitores um senso de resolução ou oferecer novos insights sobre a história.

Na literatura, um epílogo é um tipo de frase final, mas pode também consistir em um capítulo final ou uma seção final de um livro. Ele é frequentemente escrito em primeira pessoa e em terceira pessoa.

Um exemplo de epílogos encontrados em livros vão muitas vezes ressaltar a importância ou os reflexos futuros das ações encerradas no volume final. Já epílogos em filmes, geralmente vão concluir os acontecimentos do final do filme e sua influência no mundo real.

Na vida real, um epílogo pode ser usado para ressaltar a  importância de algo ou de alguém.

Um exemplo corriqueiro poderia ser alguém fechar com a seguinte frase: “Depois que saí do trabalho, fui até a casa da minha mãe para cuidar dela. É isso que uma pessoa decente faz.”.

Não só na literatura, filmagens e entrevistas, uma ótima maneira de se descrever algo ou alguém é dizer que é “um epílogo da vida”. Você pode até mesmo pensar em como a sua vida toda pode ser considerada um grande epílogo — ou pelo menos um grande episódio!

Como usar epílogos na literatura

Então, eles são usados para concluir uma história e oferecer uma visão geral do que aconteceu com os personagens.

Podem ser usados para resolver qualquer assunto em aberto e deixar o leitor com um sentimento de fechamento.

Geralmente é escrito pelo autor, mas às vezes pode ser uma carta ou diálogo de um personagem.

Embora aconteça de os epílogos não serem tão visíveis assim, eles são um sinal de qualidade em uma história, pois afirma que o autor levou o final para concluir o seu conto.

Um bom final é tão importante quanto um começo bem escrito.

Uma história sem um bom final pode deixar o leitor desconfortável, frustrado ou às vezes até com raiva.

Um epílogo bem feito encerra a história com clareza, satisfação e um tom amoroso.

Quando imaginamos um final, normalmente pensamos em acontecimentos últimos, mas há muitas formas de concluir uma história. Um final pode por exemplo:

  • Apresentar uma última ação/frase que define o que aconteceu.
  • Recordar um passado importante para os personagens.
  • Refletir sobre o que aconteceu.
  • Repassar alguma dignidade, importância ou reflexão ética.
  • Mostrar como os personagens evoluíram ao longo da história.
  • Refletir sobre o que o leitor pensou sobre a história.
  • Apresentar uma conclusão em primeira pessoa do narrador (eu).
  • Ressaltar alguma característica importante do autor.

História aberta sem epílogo

Muitas pessoas são contra finais abertos e acham que toda história deve ter um final definido.

No entanto, há quem ache que deixar uma história em aberto pode ser igualmente eficaz.

Se isso acontece, permite que o leitor use sua imaginação e crie seu próprio final para a história.

Também dá à história mais um senso de realismo, porque na vida real, nem tudo sempre tem uma resolução clara.

Acho que um final aberto pode ser tão satisfatório quanto um final tradicional, desde que seja bem feito.

Note que um epílogo pode ser utilizado para refletir sobre o que aconteceu depois da história ou para deixar o leitor com algum tipo de reflexão.

Em um romance, é comum ver um pequeno capítulo final chamado “O Autor”, onde o autor relata como foi a experiência de escrever o livro.

Epílogos podem também serem utilizados para esclarecer alguns pontos obscuros da história que ficaram sem resposta.

Por exemplo, a autora (Tolkien) escreveu um longo epílogo para A Trilogia do Anel onde esclareceu muitas das questões filosóficas que estavam no livro e evitaram que ele parecesse mais ficção científica do que uma fantasia.

Mais sobre epílogos

Eles também são usados para situar a história no tempo e no espaço – mostrando-nos onde os eventos da história aconteceram. Eles também são usados para revelar alguns detalhes adicionais sobre alguns personagens ou eventos que não foram tão importantes para a história como um todo.

Epílogos também são úteis para deixar os leitores felizes e confortáveis com a conclusão da história. Eles são usados também para mostrar como os personagens principais viveram felizes para sempre, ou ainda serem usados para deixar claro que as coisas não ficaram bem para todas as pessoas envolvidas na história.

Mas como já mencionamos, muitos autores utilizam um final aberto para o fim da história, permitindo que os leitores criem sua própria conclusão. Em alguns casos, o autor pode inclusive colocar um pequeno enigma no final, deixando os leitores com uma pequena curiosidade sobre um personagem ou evento que não foi tão importante.

Conclusão

A conclusão aqui funciona como o epílogo deste artigo. Veja que a importância é considerável, pois posso fazer um pequeno apanhado que foi escrito nele a título de fechamento ou de conclusão:

Epílogos são utilizados como uma seção conclusiva de uma obra de literatura que encerra a história. Eles não são essenciais, mas podem ser úteis para amarrar pontas soltas e fornecer um fechamento para o leitor.

Então, a dica final é: se você está pensando em incluir um epílogo em seu trabalho, certifique-se de que ele é necessário e serve a um propósito, caso contrário, pode ser melhor deixá-lo de fora.

Cover for Letrascri
304
Letrascri

Letrascri

Publicações e conteúdos digitais para diferentes suportes. Negócios digitais para o seu negócio

Comments Box SVG iconsUsed for the like, share, comment, and reaction icons
Carregar mais
Series Navigation

Fique Conectado

Conteúdo sempre atualizado