logo
Whatsapp Chat
Envie uma mensagem que lhe retornarei tão logo seja possível.
Menu Fechar
pt Portuguese

A Academia Brasileira de Letras: um olhar sobre sua história e finalidade

A Academia Brasileira de Letras é uma associação profissional de escritores no Brasil. Foi fundada em 20 de julho de 1897 com o objetivo de promover o desenvolvimento da literatura brasileira e defender os direitos dos escritores.

Compartilhar:

academia brasileira de letras

A Academia Brasileira de Letras é uma associação profissional de escritores no Brasil.

Foi fundada em 20 de julho de 1897 com o objetivo de promover o desenvolvimento da literatura brasileira e defender os direitos dos escritores.

A Academia está sediada no Rio de Janeiro e conta com cinquenta escritores. Entre suas atividades, a Academia entrega anualmente o Prêmio Jabuti, o mais importante prêmio literário do Brasil.

O início

Na segunda metade do século XIX, a literatura brasileira começava a se desenvolver.

Nessa época, um grupo de jovens escritores escreveu cartas à Diretoria do Correio Brasileiro solicitando que seus trabalhos fossem publicados na revista que liam regularmente.

Esse grupo, composto por Raimundo Correa de Oliveira, Bernardo Guimarães, Menotti Romanelli, Afonso Pedro de Albuquerque, Antônio Gonçalves D’Angelo e Olívio Garcia d’Avila, passou a se reunir ocasionalmente para discutir seus escritos.

Esse pequeno encontro foi o início do que viria a ser a Academia Brasileira de Letras.

A ideia de formar uma entidade oficial, porém, partiu do poeta Castro Barbosa e Concórdio Cruz, professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Eles escreveram uma carta aos membros da reunião informando-os  do seu desejo de formalizar o seu grupo.

Em 20 de julho de 1897, os escritores reuniram-se na casa de Garcia d’Ávila e selaram a nova instituição com uma declaração escrita.

Assim, nascia oficialmente a Academia Brasileira de Letras, tendo Castro Barbosa e Concórdio Cruz como presidente, Bernardo Guimarães como vice, Menotti Romanelli como secretário, Afonso Pedro de Albuquerque como tesoureiro e Antônio Gonçalves D’Angelo como membro colateral.

A primeira tarefa atribuída pelos escritores foi solicitar a Dom Pedro II do Brasil uma certidão de nomeação da nova instituição.

O pedido foi concedido e assinado pelo imperador em 15 de novembro daquele ano.

A Academia continuou a realizar reuniões nas casas de seus membros até que compraram um prédio que era o Club Português Liberal. Neste edifício, que é considerado histórico e artístico, foi criada a bandeira brasileira.

A Academia também adquiriu o prédio em 1932, continuando a se reunir lá até comprar o prédio atual em 1950.

O objetivo da Academia Brasileira de Letras é salvaguardar a língua portuguesa, bem como manter viva a herança literária e cultural do Brasil, aumentando seu brilho.

Atualmente, a Academia Brasileira de Letras conta com cerca de 1.050 membros ativos e recebe cerca de 3.000 indicações por ano.

Para ser elegível à indicação, o candidato deve ser brasileiro ou brasileiro honorário e ter escrito livros ou outros textos (como artigos de jornal) ou ter produzido filmes, peças de teatro, música ou outras obras de valor cultural.

Os indicados são então avaliados por comitês de avaliação final que fazem recomendações à Assembleia.

A Assembleia, composta por cerca de 250 membros ativos faz a seleção final, que é aprovada pelo Ministro da Cultura ou seu representante.

Ilustres “imortais” da Academia Brasileira de Letras

Dentre os que figuraram na Academia, há nomes do calibre de:

  • João Guimarães Rosa
  • Paulo Leminski
  • Carlos Nejar
  • Rachel de Queiroz
  • Manuel Bandeira
  • Mário de Andrade
  • Oswald de Andrade
  • Guilherme de Almeida
  • Olavo Bilac
  • Euclides da Cunha
  • Entre outros

A Academia Brasileira de Letras também é uma instituição sociocultural que promove o estudo e a discussão da literatura brasileira.

Ela promove o desenvolvimento de novos autores e obras literárias, além de receber  eventos e programas ao longo do ano, que proporcionam oportunidades para o público se envolver com a literatura brasileira.

Além de seu papel na promoção da literatura, a Academia também desempenha um papel importante na proteção da língua portuguesa no Brasil.

 

Referências:

Academia Brasileira de Letras – site oficial

Academia Brasileira de Letras – História – no YouTube

História da Academia Brasileira de Letras – no YouTube

Guzzo, Samanta. “A accolade: Brazilian literary greatness”, na Bolsa de Valores, Rio de Janeiro, 22 November 2014. 

 

Cover for Letrascri
304
Letrascri

Letrascri

Publicações e conteúdos digitais para diferentes suportes. Negócios digitais para o seu negócio

Comments Box SVG iconsUsed for the like, share, comment, and reaction icons
Carregar mais

 

Fique Conectado

Conteúdo sempre atualizado